Mercedes explica funcionamento dos modos de motor - Pós Bandeirada
Mercedes explica funcionamento dos modos de motor

Mercedes explica funcionamento dos modos de motor

Compartilhe

  Depois de ver que seu "Modo Festa" gerou polêmica, equipe explica como funciona os modos de funcionamento de sua unidade motriz.

  Nas duas primeiras etapas de qualificação do GP da Austrália, RedBull, Ferrari e Mercedes tinham uma boa proximidade, porém, no Q3, Hamilton abriu inesperados 6 décimos do segundo colocado.

  Mesmo com Lewis negando que tenha usado algo diferente do Q2 para o Q3, a diferença gritante de tempo levou boa parte do público a desconfiar disso.

  Após algum tempo, a Mercedes explicou que usa o mesmo modo em boa parte do final de semana, mas, que os futuros usos desse modo "vária de acordo com o contexto competitivo" e que "às vezes, esse modo de classificação será usado durante toda a sessão do Q3".

  Os vários componentes de um motor da F1, pode ser instruído pelos engenheiros para trabalhar de formas diferentes, gerando simplesmente mais potência e desempenho, mudar como MGU-K e MGU-H podem recuperar e despejar energia, ou até alterando tempo da ignição.

  Como cada piloto tem 3 motores disponíveis, o carro faz boa parte dos treinos e até algumas da corrida num modo de conservação, pois isso força menos as peças, permitindo o uso de um motor por mais tempo, um exemplo disso foi no GP da Austrália, onde Hamilton e Bottas tiveram problemas de aquecimento, que logo foi resolvido pela equipe diminuindo a potência.

  Segundo a Mercedes, o GP do Azerbaijão, será o primeiro "sensível à energia", já que a pista é "dominada por longas retas e zonas de aceleração", e de acordo com o time, "Será interessante ver como o enredo em torno dos modos de motor se desenvolvem à medida que a temporada avança, particularmente quando a F1 chegar a esses locais sensíveis à potência".

Paginas